Envio Grátis acima de 600 reais | 1ª Troca grátis | até 5x sem juros | Ganhe 1 fru-fru em toda compra | Frete expresso

PITAIA entrevista: Helena Branquinho


Dando início a uma linha editorial de entrevistas para divulgar o trabalho inspirador de mulheres incríveis que usam Pitaia Rio, convidamos a consultora de estilo e editora de moda Helena Branquinho.

“Portuguesa que vive no Brasil”, como diz em sua biografia no Instagram, Helena é referência no que diz respeito à curadoria de pequenas marcas autorais.

 

Helena, conta pra gente um pouquinho sobre como você começou a trabalhar com moda?

O meu contato com a moda vem desde a infância. Filha de mãe costureira cresci entre tecidos, linhas, e revistas vintage. Mas como trabalho foi quando me formei em Consultoria de Imagem, aos 28 anos, depois de abandonar o mundo financeiro, minha área de formação acadêmica.

 

A curadoria de novas marcas que você faz é sempre muito inspiradora. O que mais te atrai quando está procurando por novas marcas? Conta pra gente um pouco como é esse processo?

A maior parte das descobertas são encontros. Mais do que procuras. (talvez porque já haja uma procura natural inconsciente). Encontro, gosto, partilho. Não gosto de guardar as coisas boas só para mim 😁.

Na época dos showrooms e grandes feiras, semanas de moda, e todos os eventos de moda, era muito interessante fazer descobertas in loco de marcas novas, ou ter esse contato ao vivo com marcas que a gente conhecia de nome ou do digital. Sempre gostei de perguntar por processos, inspirações, ver os tecidos com as mãos (rsrsrs) enfim… temos um contato mais verdadeiro e completo com as marcas.

No entanto, o digital é sempre uma primeira fonte bem interessante, bem na palma da mão, e no imediato. Com um mundo inteiro de ofertas num curto espaço de tempo. O que mais atrai numa marca, sem dúvida é o design, e as emoções que ela me provoca. Simples assim! Depois vem a forma como se comunica, a “persona” que apresenta, que quando tudo é coeso e se funde com o design, é delicioso. Mas como alguém dizia, que não consigo parafrasear devidamente: “crie coisas bonitas e elas terão utilidade para sempre”.

 

Por fim, como a sustentabilidade entra sua vida? Como você enxerga a sustentabilidade no mundo da moda?

A sustentabilidade entrou como uma necessidade de resposta a esta questão: a moda de que gosto tanto, e que tem tanta relevância para o ser humano a vários níveis, não pode ser algo tão prejudicial ao mesmo tempo! Tem de haver um jeito de “essa vida” não “matar”. É um pouco a capacidade de o ser humano se reinventar para se manter humano. Com todos os seus desejos, necessidades e histórias, sem se exterminar.

E aos poucos vai havendo algumas respostas a que temos que dar voz. Sempre conscientes que não temos verdades absolutas, que a solução perfeita não existe, mas que há sempre melhores escolhas que podem equilibrar a nossa pessoa e forma de estar na vida, com menor impacto negativo sobre o mundo.

 

Para quem, como nós, é apaixonado por conhecer novas marcas autorais, fica a dica: não deixem de acompanhar o trabalho da Helena nas redes sociais para pílulas diárias de inspiração!

Share with

Deixe uma resposta

Start typing and press Enter to search

Sacola
Não há produtos no carrinho